terça-feira, 23 de março de 2010

Crescimento

O ano começou, veio arrasando com toda sua força ... agora faremos decisões para valer, resolveremos problemas que foram deixados de lado e guardados, bem escondido. Escolhas virão aos montes, uma mais arrebatadora que a outra. Separações existiram até o fim dos 365 dias aos montes, umas ruins e que farão falta por muito tempo, outras nem tanto. A pressão vai reinar sobre a cabeça, onde seus pensamentos ficaram divididos e inúmeras vezes mal resolvidos, se verá como um peixe lutando contra a correnteza, pois ninguém lhe dará mole. Seu coração vai palpitar por inúmeras vezes e em outras horas, ficara parado, instável ... estagnado. Será julgado a todo instante, seja por seus pais, pelos professores, por seus amigos ou por si próprio. Mas para que toda essa cobrança? se são suas as escolhas, são seus os deveres, é teu direito fazer da sua vida o que quiser. Porém na verdade, ninguém entende isso, quando se tem dezessete anos, tem a escolha de continuar uma criança sem responsabilidade, que vive no mundo da lua sonhando sem controle, ou de crescer, praticar a responsabilidade no dia a dia, tornando ela rotineira. Quando se chega a hora de crescer, não se deve temer, não se deve chorar. É preciso crescer, acordar para realidade, avistar o mundo da forma que ele realmente é, ver que nem tudo conspira para o bem, que o mal ta ai para quem não se controla. Cada momento que se passa irresponsavelmente, abusando da sorte, é preciso ser repensado já que nem tudo na vida é um mar de rosas, nada é certo e coerente, o clima ta pirando, os politicos roubando, e nos que deveriamos crescer e mudar tudo isso, estamos nos tornando eternas crianças.

Sem comentários:

Enviar um comentário