sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Heal the World

"E o que o ser humano mais aspira é tornar-se ser humano"
Clarice Lispector

Uns com tão pouco e outros esbanjando o muito que tem...
Vivemos hoje num mundo capitalista, onde o dinheiro vem primeiro que tudo, a sociedade voltada totalmente para o consumismo absurdo, sempre querendo mais que o necessário
Ultimamente a midia trabalha em função para que o consumo se alastre sempre mais, antigamente as propagandas não mexiam fundo ou tocavam uma criança de cinco anos, agora se ligamos em um canal infantil com toda certeza veremos propagandas que impulcionam as crianças quererem tal brinquedo e pedir aos pais que comprem... é facil, as crianças vão crescer nesse mundo, se tornando adolescentes consumistas e adultos consumistas, é um objetivo que pelo que vejo só vem se concretizando.
Vivemos em um país dividido entre classes, fiz um trabalho sobre muros socias e ai me toquei o quão absurdo é a desigualdade, sinceramente, minhas aulas de historias me deixam meio revoltada com a situação, ainda mais quando você presencia crianças passando fome, na rua, vivendo em lugares inapropriados, onde não há saúde e muito menos educação, enquanto alguns reclamam por não comerem file mingnon no almoço.
É um exemplo absurdo assim como a realidade, muitos não param para ver a sua volta e muito menos param para pensar que ser humano é também praticar o ato. Cada um de nós é capaz de ajudar numa longa jornada para um mundo mais igual, na esperança de que um dia nossos um filhos ou netos possam desfrutar de um ambiente melhor e mais humano.

Fiz algo diferente pois queria expor um pouco do que penso e poucos conhecem.

"Pense sobre as gerações e eles dizem: Nós queremos fazer dele um lugar melhor para nossos filhos e filhos dos nossos filhos. Para que eles saibam que é um mundo melhor para eles e acho que eles podem torná-lo um lugar melhor."

Trecho de Heal the world - Michael Jackson ♫

3 comentários:

  1. Mulheres como você com uma consciência social e histórica que deviam estar nas cadeiras p´publicas de ensino superior. Não a maioria, que chega lá pra se formar com dinheiro público e não fazer nada pela realidade do país senão se manterem observando eternamente o próprio umbigo branco e em maioria das vezes sujo.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada bagé, valeu mesmo, se deus quiser eu passo e faço melhor do que elas.
    E para as crianças sem nada do que fazer, eu ignoro ♥

    ResponderEliminar